Veja como ter segurança financeira

segurança financeira
6 minutos para ler

Se você pensa em longo prazo e acredita que ter uma reserva de dinheiro pode garantir tranquilidade e conforto à sua família, saiba que segurança financeira é justamente isso.

O conceito consiste em acumular o suficiente para enfrentar possíveis eventualidades e problemas inesperados sem passar aperto. Ou seja, arcar com as despesas de imprevistos, como uma manutenção de emergência na casa, sem abrir mão do básico, como alimentação, saúde, lazer etc.

Contudo, é preciso ter bastante disciplina, planejar cada passo e fazer algumas mudanças em seus hábitos, principalmente aqueles que estão ligados à forma como você lida com a sua renda, para garantir uma segurança financeira. Continue a leitura do conteúdo para saber mais sobre o assunto!

Trace objetivos

Como foi mencionado na introdução, pensar a longo prazo é projetar o futuro. Quando temos uma noção de abrangência em relação ao tempo, torna-se muito mais fácil entender o que é preciso ser feito no presente.

Dito isso, um dos primeiros passos para construir uma segurança financeira é traçar objetivos, isto é, definir metas que você gostaria de alcançar dentro de um determinado período.

Essa prática dará muita motivação para que você lide com seu dinheiro de forma mais responsável e mantenha o foco em sua empreitada — seja a compra de um imóvel, uma reforma na casa ou uma conquista mais simples, como uma viagem de final de ano.

Defina as suas prioridades

Como já foi dito, segurança financeira, resumidamente, é ter capital o suficiente para lidar com imprevistos sem precisar abrir mão do básico que precisamos para viver, correto? Se você realmente pretende alcançá-la, é fundamental que entenda o que é prioridade em sua vida.

Primeiramente, é preciso arcar com as despesas que estão ligadas à sua qualidade e estabilidade de vida. Depois, é preciso separar uma parte do dinheiro para eventualidades e imprevistos.

A questão não é separar o que sobra de dinheiro, mas sim fazer mudanças em seus hábitos de consumo para acomodar práticas de investimento e começar a conseguir guardar capital.

Para isso, questione-se e descubra o que, de fato, é prioridade para você. Saber que a sua família terá moradia no futuro? Então comprar um imóvel pode ser a solução. A partir disso, você terá um ótimo parâmetro para colocar as próximas dicas em prática.

Conheça a sua capacidade financeira

Muitas pessoas sequer tentam guardar dinheiro porque acham que é preciso primeiro enriquecer para conseguir fazer isso, o que é bastante incoerente, se você parar para pensar.

Para começar a guardar dinheiro é preciso fazer uma análise em sua vida financeira e conhecê-la minuciosamente. Ao organizar a balança entre entradas e saídas, você terá uma dimensão real sobre o que pode ser feito para alcançar a segurança tão desejada.

Com o auxílio da tecnologia, essa tarefa se torna muito mais simples e precisa, já que existem softwares de gestão financeira pessoal muito intuitivos, nos quais é possível inserir todos os seus gastos e rendas mensais com apenas alguns cliques, tendo ainda acesso a relatórios detalhados sobre o destino de seu dinheiro.

Controle seus gastos e despesas

Com o orçamento detalhado em mãos, você tem acesso a informações preciosas para começar a conquistar a segurança financeira, pois ao saber quanto você recebe e quanta gasta, é muito mais fácil descobrir quais cortes podem ser feitos.

Em primeiro lugar, livre-se de dívidas, pois elas geram estresse, ansiedade e preocupação. Ao negociar com seus credores, a qualidade de vida já começa a melhorar e você terá muito mais motivação para continuar nessa empreitada.

Pense sempre em longo prazo. Sabe aquelas parcelas do smartphone novo que você comprou no cartão de crédito? Pois bem, elas acabam, e quando isso acontecer o dinheiro que irá “sobrar” pode ser destinado a outro objetivo necessário para a sua qualidade de vida.

Guarde uma parte da renda

Falando em dinheiro que “sobrou”, por que não começar a guardar o que foi poupado? Na verdade, este é um dos grandes vilões da vida financeira de milhões de brasileiros: gastar mais do que recebe.

Vivemos em uma era de consumismo desenfreado. As pessoas nunca se sentem satisfeitas com o que já têm e sempre estão em busca de mais, e é exatamente aí que mora o problema. Esse “algo mais” drena todo o capital que poderia ser guardado e investido.

Tenha uma reserva financeira

Digamos que você tenha objetivos financeiros traçados, domina a sua capacidade financeira e agora já é capaz de controlar os gastos a ponto de sobrar um dinheirinho no final do mês. Então, você já tem o que é preciso para começar a fazer uma reserva.

A princípio, parecerá pouco, mas, como foi dito algumas vezes no decorrer deste conteúdo, ter disciplina e pensar em longo prazo são os dois “segredos” do sucesso. Poupe o seu dinheiro e guarde o que puder mês após mês e siga a sua vida sem pensar nisso.

Você perceberá que é possível ter qualidade de vida sem precisar enxugar a carteira todo mês e, dentro de mais ou menos um ano, se surpreenderá com o quanto conseguiu guardar apenas fazendo pequenas mudanças de comportamento de consumo.

Aprenda a investir

Agora que você já chegou ao ponto de ter tanto controle sobre as suas finanças que guardar dinheiro se tornou algo natural, talvez seja o momento de dar o próximo passo e começar a multiplicar o seu patrimônio por meio de investimentos.

Deixar o dinheiro na poupança até pode ser seguro, mas o rendimento mensal apenas acompanha os reajustes da inflação. Em outras palavras, o dinheiro só não está sendo desvalorizado, mas independentemente de quanto renda, estará estagnado.

Uma das opções procuradas por pessoas que entendem sobre investimentos e priorizam a segurança financeira é o mercado imobiliário. Não é preciso ser especialista para saber que é um dos nichos mais seguros que existem, visto que imóveis tendem a valorizar significativamente com o decorrer do tempo, devido a uma série de fatores, como melhorias na infraestrutura do bairro e otimizações na propriedade.

Esperamos que com as dicas que foram abordadas neste conteúdo, você tenha o conhecimento e a motivação necessários para iniciar a sua jornada rumo à segurança financeira.

Ter uma segurança financeira não é um pensamento mesquinho ou uma ambição negativa, mas sim uma forma de conseguir ter mais qualidade de vida ao eliminar uma série de preocupações com os problemas que possam acontecer sem qualquer previsão. Basta ter disciplina e responsabilidade com o seu dinheiro e, é claro, aproveitar o momento sem deixar de pensar em longo prazo.

Este artigo sobre como se planejar para ter uma segurança financeira foi útil para você? Então certamente você também se interessará pelo nosso post sobre como pagar contas sem sair de casa!

Você também pode gostar

10 thoughts on “Veja como ter segurança financeira

  1. You vexed shy mirth now noise. Talked him people valley add use her depend letter. Allowance too applauded now way something recommend. Mrs age men and trees jokes fancy. Gay pretended engrossed eagerness continued ten. Admitting day him contained unfeeling attention mrs out. Shelly Trevor Iphlgenia

  2. I think this is one of the most vital information for me. And i
    am glad reading your article. But want to remark on some general
    things, The site style is ideal, the articles is really excellent : D.
    Good job, cheers

  3. Hello there. I discovered your blog via Google at the same time as searching for a related topic, your site got here up. It appears great. I have bookmarked it in my google bookmarks to visit then. Cherish Gunner Bartle

  4. It’s a pity you don’t have a donate button! I’d without a doubt donate to this outstanding blog!
    I guess for now i’ll settle for book-marking and adding your
    RSS feed to my Google account. I look forward to fresh updates and will share this blog with my Facebook group.
    Chat soon!

Deixe um comentário