Como funciona o financiamento da Caixa e como ter o financiamento aprovado?

financiamento da caixa
7 minutos para ler

O financiamento da Caixa para imóveis é muito utilizado no país e traz diversas vantagens para o comprador e para o vendedor, além de possibilitar várias formas de pagamento.

Com opções para financiar imóveis residenciais e comerciais, eles têm uma taxa de juros atrativa e podem ser a solução de quem quer comprar o primeiro imóvel.

Neste texto nós mostraremos como funciona esse financiamento, quais são as modalidades e um passo a passo desde a simulação até a assinatura do contrato. Confira!

Como o financiamento da Caixa funciona?

O financiamento da Caixa, que é uma modalidade de crédito imobiliário, pode ser utilizado para financiar imóveis, comprar um terreno para construção e realizar reformas.

É preciso fazer uma análise de crédito para determinar o perfil do comprador e sempre será necessário comprovar alguns requisitos, independentemente da faixa de renda da família. São eles:

  • ser brasileiro (nato ou naturalizado);
  • não ter o nome inscrito em cadastros de inadimplentes;
  • ter capacidade de renda para o pagamento da parcela do financiamento;
  • ser maior de 18 anos ou ter emancipação após os 16 anos.

Também é necessário apresentar a documentação exigida pelo banco para que todos esses requisitos sejam comprovados e a análise do financiamento possa ser feita. Assim, o comprador terá que entregar:

  • CPF e RG;
  • comprovante de residência;
  • demonstrativo de renda;
  • certidão de nascimento para os solteiros e certidão de casamento para os casados, divorciados e viúvos.

Vale lembrar que se o comprador for casado é preciso apresentar também os documentos do cônjuge, para que a renda possa ser somada e que os dois assinem o contrato.

Para comprovar renda é possível apresentar a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e os holerites. Para os autônomos o comprador deve entregar recibos de pagamentos, contratos e documentos elaborados por um contador comprovando os rendimentos.

Quais são as opções de financiamento?

Como falamos, a Caixa possui diversas opções de financiamento. Ele pode ser utilizado para adquirir: imóvel novo ou usado, construção, habitação social (programa Minha Casa Minha Vida) e imóveis comerciais.

Para essas opções, existem dois sistemas de financiamento mais utilizados: o Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

Os dois podem ter vantagens para cada tipo de comprador ou de imóvel, por isso é muito importante conhecer como eles funcionam, as exigências e limites de cada um. Veja a seguir.

SFH

O SFH é o sistema mais utilizado no Brasil e usa recursos da poupança e do FGTS para financiar as casas e apartamentos comprados nessa modalidade.

Ele é utilizado para comprar a casa própria, mas tem uma restrição em relação ao valor: o imóvel não pode ter uma avaliação maior do que R$ 1,5 milhão, em todas as regiões do país.

Além disso, só é possível financiar até 80% do imóvel, ou seja, o comprador terá que dar uma entrada de, pelo menos, 20% para conseguir adquirir a casa própria.

A comprovação de renda é importante porque as parcelas não podem comprometer mais do que 30% do rendimento da família, senão o financiamento não é aprovado.

SFI

Mesmo não sendo muito utilizado, o SFI pode ser vantajoso para algumas pessoas, principalmente aquelas que querem comprar um imóvel com avaliação maior do que R$ 1,5 milhão. Ele utiliza recursos de investidores institucionais com grandes ativos dentro e fora do país, como fundos de pensão, de renda fixa, de seguradoras e bancos de investimentos.

As condições para a utilização do SFI são livres, ou seja, não há uma limitação da taxa de juros nem do percentual de renda comprometido com as parcelas do financiamento. Porém, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) ainda é aplicado. Então, as instituições financeiras não podem oferecer condições que sejam muito onerosas para uma das partes, ou seja, deve haver um equilíbrio.

Qual o passo a passo para conseguir o financiamento?

Para fazer um financiamento da Caixa é importante seguir um passo a passo, que vai desde a escolha do imóvel até a assinatura do contrato para entrega das chaves. Confira a seguir como fazer isso.

1. Simulação do financiamento

Antes de entrar em contato com a Caixa para contratar o financiamento, é preciso fazer simulações para verificar se as parcelas são proporcionais a sua renda e como ficará o contrato.

Isso pode ser feito pelo próprio site da instituição, sem nenhum custo. Assim você poderá saber qual valor terá que desembolsar de entrada e como se dará a evolução das parcelas. Você deve informar a sua renda mensal e o valor do imóvel, além de outras informações importantes para que o banco possa mostrar as condições.

As grandes imobiliárias normalmente têm serviço de correspondente bancário, e elas também podem ter ajuda a fazer uma simulação do financiamento.

2. Entrega da documentação

Depois da simulação é preciso fazer o cadastro na Caixa e entregar a documentação. Verifique no site ou com uma imobiliária confiável quais são os documentos necessários.

Depois é só levá-los a uma agência do banco para fazer o cadastro. Lembre-se que já é necessário informar qual o imóvel que você pretende adquirir e apresentar os comprovantes de renda, e que se você estiver comprando o imóvel com uma boa imobiliária, ela cuidará disso para você.

Após isso, a Caixa ou o correspondente bancário dela, demora de dois a cinco dias úteis para dar uma resposta sobre o financiamento, ou seja, a confirmação de que ele foi aprovado ou não para o comprador.

Isso não quer dizer que você já garantirá o seu imóvel. Afinal, essa é uma pré-aprovação da análise de crédito e servirá também para você verificar como ficará o contrato, como número de parcelas e valor de entrada.

3. Avaliação do imóvel

Depois da pré-aprovação, os engenheiros contratados pela Caixa farão uma avaliação do imóvel. Aqui o banco também analisará as documentações do vendedor e do bem para verificar se está tudo em ordem.

O laudo de avaliação deve ser entregue em até 15 dias. Ele mostrará o valor do imóvel e também se ele está de acordo com as condições do banco para o financiamento escolhido.

Com todos esses prazos, desde a entrega da documentação até a aprovação, o procedimento leva de 20 a 30 dias, se tudo estiver em ordem e todos os documentos forem entregues.

4. Assinatura do contrato

Depois de todas essas etapas, o comprador e o vendedor precisam comparecer à agência da Caixa para assinar o contrato. Ele servirá como escritura de compra e venda, para ser registrada em cartório, mas em alguns casos a orientação pode ser de assinar uma escritura pública de compra e venda, o que deve acontecer num Cartório de Notas.

Com esse documento assinado, é preciso registrá-lo no cartório competente, tornando público o negócio e transferindo a propriedade para o comprador.

Os emolumentos cartorários variam de cidade para cidade, assim como o ITBI. O percentual a ser pago pelo ITBI no DF é de 3% (três por cento).

Viu só, fazer um financiamento da Caixa pode ser uma ótima alternativa para comprar a sua casa própria. Não esqueça de contratar uma imobiliária de confiança para ajudá-lo nesse procedimento e escolher as melhores opções, especialmente se ela for uma Correspondente Bancária da Caixa!

Gostou desse texto? Que tal compartilhá-lo nas redes sociais para informar mais pessoas sobre os financiamentos da Caixa?

Você também pode gostar

Deixe um comentário