Como combinar arte e decoração para ter um ambiente único e exclusivo?

Arte e decoração
6 minutos para ler

Durante muito tempo, as pessoas acreditavam que unir arte e decoração em um só espaço era uma atitude de alto investimento. Mas, felizmente, o tempo passou e os elementos artísticos se tornaram mais acessíveis e versáteis, possibilitando o seu uso de inúmeras maneiras nos espaços residenciais.

Esse é o caso das gravuras e fotografias e, até mesmo, do uso diferenciado de materiais nas suas molduras, paredes e demais elementos que compõem o visual de um cômodo. Ao investir nessa ideia, é possível não somente embelezar o local, como também, transmitir melhor a personalidade dos moradores e garantir resultados exclusivos.

O melhor ainda está por vir: é possível tornar o seu lar mais artístico, independentemente do orçamento disponível. Gostou e quer saber como? Continue acompanhando o post de hoje e eleve o seu décor a outro nível!

Crie uma galeria de quadros

Que tal começarmos pelo uso de fotografias e gravuras? Hoje em dia, esse é um dos principais recursos entre aqueles que desejam unir arte e decoração em um só cômodo. Em lojas especializadas, você consegue encontrar imagens incríveis, seja de registros fotográficos, obras de arte ou, até mesmo, ilustrações de artistas talentosíssimos.

Assim que escolher aquela que melhor conversa com o seu perfil, invista em uma moldura bacana e que esteja por dentro da proposta do seu projeto de ambientação. Por exemplo: espaços clássicos costumam receber bem molduras ornamentadas e pautadas por tons de dourados. Já aquelas que apresentam um conceito urbano e moderno, ficam melhor com estruturas lisas e em cores neutras, tal qual o branco ou o prato.

Ao ter uma boa quantidade de quadros, você já poderá criar uma galeria no centro da parede. Nesse processo, é importante não ter pressa e ir preenchendo gradualmente a superfície, até conquistar o efeito desejado. A dica é brincar com as peças, criar uma paleta de cores para os quadros e deixar a criatividade falar mais alto.

Não se esqueça do tapete

Para muitas pessoas, o tapete é um elemento comum na decoração e que, na maioria das vezes, pouco tem a ver com arte. Grande engano!

Além de adicionar mais elegância e excelente sensação de acolhimento para o espaço, esse objeto pode ser escolhido de acordo com o seu processo de fabricação. Em muitas regiões do Brasil, existem artesãos especializados na criação de peças incríveis, com cores e estampas exclusivas para deixar o seu cômodo personalizado.

Há, por exemplo, versões com motivos étnicos, outras todas coloridas e por aí em diante. Lembre-se de investir em uma alternativa que consiga complementar o restante do espaço, e não ofuscar as demais obras presentes.

E mais!

O mesmo truque vale para outros objetos decorativos e que são extremamente relevantes em uma decoração. Fora o tapete, existem mantas, almofadas e cortinas que podem ser encontradas em versões artísticas. Em se tratando dos vasos, as opções em cristal murano ou cerâmica pintada à mão também merecem uma atenção especial.

Invista na iluminação para destacar as obras

Não há como negar: quando decidimos unir arte e decoração em um cômodo, também sentimos o desejo de dar destaque aos elementos escolhidos para compor o projeto.

Em algumas situações, mesmo posicionando um quadro ou escultura no local adequado, sentimos que a peça não está sendo notada como deveria ou, até mesmo, se tornou incapaz de realçar a decoração do local. Como uma forma de solucionar esse quadro, o segredo é recorrer aos sistemas de iluminação. Isso mesmo!

Com a luz ideal, conseguimos valorizar ou distorcer todo e qualquer ponto de um espaço — da sala de estar, passando pelo hall de entrada, até os dormitórios. Aqui, a recomendação é analisar atentamente o efeito desejado e, a partir disso, optar pelo tipo de luz mais adequada.

Para ilustrar, destacamos a iluminação difusa, que consegue englobar uma boa quantidade de elementos e garantir um resultado uniforme para o local. Por outro lado, a luz focada pode ser usada sem medo para realçar objetos específicos e de diferentes tamanhos.

Luminárias pendentes, arandelas, trilhos de spots e, até mesmo, abajures ou luminárias de chão costumam cumprir muito bem essa proposta.

Fique de olho na altura das peças

De nada adianta escolher as melhores obras decorativas se, no fim, você não consegue posicioná-las de um jeito certeiro no cômodo. O segredo dos especialistas, é sempre colocar o adorno “na altura dos olhos” — ou o equivalente a 1,60 metro do chão.

Assim que cumprir essa etapa, existem outros pontos valiosos. Caso queira posicionar um quadro atrás do sofá, indicamos que o elemento esteja localizado a 25 centímetros acima do topo do estofado. Já no caso das escrivaninhas, aparadores e buffets, a metragem aconselhada é, em média, 20 centímetros da mobília.

É imprescindível que essas medidas sejam devidamente padronizadas o momento de pendurar as fotografias e gravuras. Com tal cuidado, é possível evitar que os moradores possam “esbarrar” nos itens de decoração quando estiverem no sofá ou usando qualquer outro móvel da casa.

Escolha as obras de acordo com o ambiente

Por fim, e não menos importante, também é válido eleger as obras conforme o ambiente em que elas serão usadas. A seguir, te contamos alguns passos para essa etapa:

  • sala de estar: telas com formas e tonalidades vibrantes, que estejam de acordo com a composição do espaço;
  • dormitório: obras com recortes fortes, capazes de adicionar a sensação de movimento no ambiente;
  • corredor: itens com traços delicados, podendo ser emoldurados em vidro para realçar a leveza da peça;
  • banheiro e lavabo: elementos pautados por tons fortes, capazes de contrastar com o azulejo e a tonalidade dos revestimentos. O melhor caminho é optar por um efeito criativo, mas que também seja agradável aos olhos.

Viu só? Seguindo essas recomendações, ficará fácil levar um pouco da personalidade dos moradores para o espaço, ao mesmo tempo em que a arte e a decoração estarão mais presentes do que nunca no lar.

Esperamos que você tenha gostado da leitura. Caso queira deixar os seus amigos por dentro do assunto, aproveite para compartilhar o link nas redes sociais. Nos vemos em breve!

Você também pode gostar

Deixe um comentário