Confira o que são jardins verticais e quais as suas vantagens

4 minutos para ler

Adornar os ambientes com plantas está cada vez mais em alta. Mesmo que você não queira transformar sua casa ou apartamento em uma Urban Jungle, ou seja, “selva urbana”. Esse conceito consiste em investir nos jardins verticais é uma ótima maneira de adotar essa tendência e obter seus benefícios, como forma de gerar aconchego e bem-estar.

Confira as informações que preparamos para você sobre esse assunto e leve a natureza para dentro do seu lar!

O que são jardins verticais?

São estruturas montadas em paredes ou colunas em que diversos tipos de plantas são cultivadas. Desse modo, formam uma área de vegetação que se estende verticalmente, produzindo os efeitos positivos do contato com a natureza sem ocupar grandes espaços.

Quais os principais tipos de jardins verticais?

Ainda que você tenha uma ideia de como é o jardim vertical que gostaria de ter em seu lar, vale a pena conhecer as opções e avaliar os prós e contras de cada uma para escolher o tipo ideal. Confira!

Natural

Amplamente conhecido como parede verde, conforme o próprio nome indica, é composto por plantas naturais. Esse jardim vertical pode ser montado interna ou externamente, bastando o espaço ter uma boa incidência de luz solar e ventilação.

Para viabilizá-lo pode-se cultivar as várias espécies em vasos e pendurá-los na parede, retirando-os para regar ou arar o solo. Entretanto, o modelo mais utilizado é o hidropônico por não precisar de terra, apenas de uma instalação de água próxima. Esse sistema irriga automaticamente a vegetação, facilitando a manutenção e reduzindo o peso da estrutura.

Artificial

Para quem não tem como cuidar de plantas naturais ou não pode investir na automatização da manutenção, a solução é adotar opções artificiais. Seus modelos em seda fina ou poliéster são bastante realistas, com aparência idêntica às verdadeiras.

Preservado

As plantas de um jardim vertical preservado são naturais. Porém, elas passaram por um processo de conservação que as mantêm fiéis ao seu aspecto original sem precisarem ser regadas.

Moss

Moss é um musgo encontrado em 16 cores, formato redondo e multidimensional. Por se tratar de uma planta preservada, passou a ser utilizada em jardins verticais. Sua beleza e variedade oferecem sofisticação aos espaços.

Como surgiu essa tendência de decoração?

A crescente busca por bem-estar, sustentabilidade e proximidade da natureza colocou os jardins verticais entre as maiores tendências do momento. Com o desenvolvimento da bioarquitetura, novas técnicas de construção surgiram permitindo que outros espaços recebam esse modelo de vegetação.

Assim, essa opção de paisagismo para apartamentos e outros locais menores tem ganhado mais adeptos a cada dia, já que agora também podem ser adaptados a ambientes de tamanhos pequenos.

Quais são suas principais vantagens?

Os jardins verticais são em primeiro lugar um elemento de decoração. Por isso, as vantagens estéticas, como o colorido especial e a sensação de vida que agregam aos ambientes, são seus benefícios mais óbvios.

No entanto, há também diferenciais práticos e sustentáveis. Contar com plantas em casa ajuda a melhorar o ar, uma vez que elas filtram impurezas e reduzem a emissão de poluentes na atmosfera.

Além disso, ampliam o conforto térmico dos espaços. Dessa forma, é possível diminuir o uso do ar condicionado nos dias quentes e obter uma economia de energia. Ainda pensando na ecologia, por atraírem pássaros e insetos, contribuem para o equilíbrio do microclima local.

A verdade é que os jardins verticais são lindos e funcionais, agregando diversas vantagens para quem os têm em sua casa ou apartamento. Diante dos variados tipos, fica fácil encontrar uma opção que se encaixe nas suas necessidades e seguir essa tendência.

Gostou desse artigo? Então, curta nossa página no Facebook e descubra outros conteúdos da quadraimob nessa rede social!

Você também pode gostar

Deixe um comentário