Como funcionam os imóveis compactos e por que eles são uma tendência?

imoveis compactos
10 minutos para ler

O crescimento constante da população de muitos países, inclusive do Brasil, vem provocando uma redução natural do metro quadrado na maioria das novas construções. Essa tendência de imóveis compactos é bastante comum nas grandes cidades, embora alguns locais mais afastados já estejam aderindo a esse tipo de moradia.

A conformação das famílias de hoje em dia também contribuiu para a construção de propriedades cada vez menores, já que o número de filhos por casal é consideravelmente menor quando comparado há algumas décadas.

Se você está procurando ou simplesmente gosta de saber mais sobre esse assunto, então, continue a leitura que explicaremos tudo sobre essas “minicasas” e por que elas estão se tornando preferência mundial. Vamos lá?

O que são imóveis compactos, afinal?

Como dito na introdução deste artigo, o metro quadrado nas grandes metrópoles do mundo é cada vez mais valioso e procurado, especialmente nos locais próximos ao centro e de estruturas como metrôs, shoppings, hospitais, escolas etc.

A solução para atender à demanda foi reduzir o tamanho das unidades para que se pudesse construir mais delas e abrigar o maior número de moradores. Assim, foi criado o conceito de imóveis compactos, onde cada propriedade deve ter, no máximo, 45 metros quadrados.

Nova York e Tóquio foram as cidades pioneiras em adotarem esse estilo. No Brasil, São Paulo, Brasília e algumas outras grandes cidades já têm essas opções de imóveis. Atualmente, mais de 50% dos lançamentos imobiliários da cidade de São Paulo são considerados compactos.

Quando surgiu a tendência dos imóveis compactos?

Como qualquer tendência do mercado imobiliário, diversos fatores socioeconômicos e mudanças nos padrões de consumo contribuíram para a fomentação desse tipo de imóvel. Entre os acontecimentos importantes que impactaram na popularização dos imóveis compactos, está uma mudança realizada no Plano Diretor de São Paulo, em 2015.

O plano consiste, basicamente, em um conjunto de regras que determinam como a cidade deverá crescer nos próximos 20 anos, para evitar um colapso futuro. Entre as especificações, está o fato de que os prédios altos só poderão ser construídos próximos aos terminais de ônibus ou às estações de metrô.

Com isso, houve uma grande inflação nos preços dos terrenos em regiões com alta oferta de transporte público, o que impactou também nos custos de construção. Uma das alternativas adotadas para contornar essa situação foi a conversão de plantas com uma metragem menor, ou seja, imóveis compactos.

Quais são as características de um apartamento compacto?

Além do máximo de 45m², existem outros fatores que caracterizam um imóvel compacto. Veja abaixo.

Área útil de tamanho reduzido

Esse é, obviamente, um dos fatores mais relevantes. É importante ressaltar, contudo, que compacto não é sinônimo de apertado. Isso quer dizer que os arquitetos e designers de interiores desse tipo de unidade habitacional conseguem desenvolver soluções inteligentes que aproveitam cada cantinho disponível, de modo que o morador tenha a sensação de amplitude, mesmo vivendo em um espaço reduzido.

Integração dos cômodos (total ou parcial)

É de conhecimento geral que a falta de paredes amplia qualquer ambiente, não é mesmo? É por isso que é regra que os imóveis compactados tenham, pelo menos, uma integração parcial dos cômodos.

O banheiro, obviamente, é um dos únicos que costuma ser cercado por paredes. Em alguns imóveis compactos, a sala de estar se transforma em um quarto e a cozinha costuma ser composta somente por uma minigeladeira e um microondas.

Inexistência da área de serviço

Muitos futuros moradores dos imóveis compactos se perguntam como farão para lavar suas roupas, já que a maioria não tem lavanderia. Mas, se tem algo que está finalmente chegando do Brasil diretamente da cultura americana é o conceito de lavanderias comunitárias, nas quais você paga para usar.

É isso que os condomínios das unidades habitacionais menores estão fazendo, propiciando que os moradores lavem suas roupas em um espaço comum com diversas máquinas de lavar e secar. Alguns deles, inclusive, já incluem essa taxa no condomínio.

Localização nos grandes centros

A demanda por imóveis nos centros das grandes metrópoles foi o que fomentou a criação dos imóveis compactos. Assim, essa é, sem dúvidas, uma de suas principais características.

São aquelas unidades que ficam perto do metro, de pólos comerciais, shoppings, supermercados, universidades, hospitais etc.

Quais os benefícios de morar em apartamentos compactos?

Existem, certamente, diversas vantagens em viver em um espaço menor. Uma delas é, inclusive, aprender a valiosa lição de não acumular objetos ou roupas que não têm serventia para você e a adotar o estilo de vida minimalista (o conceito de que menos é mais), já que muitos especialistas acreditam que viver com pouco faz muito bem para a nossa evolução pessoal.

Além disso, há outros benefícios. Veja abaixo.

Maior possibilidade de socialização

Embora as unidades sejam pequenas, os condomínios não costumam ser. Isso quer dizer que os designers dos imóveis compactos costumam desenvolver estrategicamente espaços para os moradores interagirem uns com os outros. Além das lavanderias já mencionadas acima, há espaços para cozinhar coletivamente, coworking, academias, SPAs, jardins etc.

Preços mais acessíveis

Os imóveis compactos são quase sempre mais acessíveis financeiramente que os outros imóveis. Para se ter uma ideia, por conta do tamanho, o preço final chega a custar 3x menos do que os preços das propriedades de tamanho padrão construídas na mesma região e com as mesmas comodidades, segurança e lazer oferecidos pelos condomínios, já que os valores por metro quadrado não são muito diferentes.

Para aqueles que gostam de investir em imóveis, os compactos são uma ótima opção, já que podem trazer um bom retorno e vender com mais rapidez, principalmente as unidades que já estão decoradas e mobiliadas.

Facilidade na manutenção

Vamos combinar que fazer tarefas domésticas não é algo que agrada muitas pessoas, não é mesmo? Com os apartamentos menores, fazer faxina se tornará algo muito menos exaustivo, já que, quanto menos espaço, menos trabalho.

Existem alguns condomínios (não são a maioria) que cobram uma taxa para disponibilizarem como se fosse uma “camareira” diariamente, fazendo uma limpeza e organização superficial.

Quando vale a pena investir em imóveis compactos?

Agora que você já sabe o que são imóveis compactos, como essa tendência surgiu e quais os principais benefícios que eles podem proporcionar, mostraremos algumas ocasiões específicas que levam as pessoas a investirem nesse tipo de moradia.

Quando há uma necessidade de moradia muito específica

Em tempos de transformação digital e evolução do comportamento de consumo, as rotinas da vida moderna se tornam cada vez mais corridas, o que exige que as pessoas se locomovam mais para estudar ou trabalhar e não permaneçam muito tempo no mesmo local.

Nesse sentido, os imóveis compactos são ideais para quem não pretende passar uma vida inteira morando na mesma cidade, mas não abrem mão de uma boa qualidade de vida.

Quando não se tem tempo para cuidar da casa

Ainda no contexto do exemplo acima, a vida moderna está cada dia mais corrida devido às altas demandas do mercado contemporâneo impulsionadas pela presença da tecnologia e da internet.

Sendo assim, muitas pessoas preferem morar em lugares em que não tenham dificuldade para cuidar da casa e mantê-la sempre limpa e organizada. Nesse sentido, os imóveis compactos são uma ótima escolha para quem deseja ter uma vida mais versátil e prática.

Quando se deseja ter mais rentabilidade em menos tempo

Digamos que você comprou um imóvel compacto devido às exigências de um trabalho ou curso, mas esse período passou e, agora, você pretende se mudar para outro lugar. Uma das vantagens desse tipo de moradia é que elas têm alto potencial de rentabilidade em muito menos tempo, visto que há uma grande demanda no mercado imobiliário atual.

Basicamente, você não terá nenhuma dificuldade para alugar ou até mesmo vender a propriedade, recuperando todo o seu investimento e, ainda, gerando um lucro sobre a transação.

Qual é o perfil dos moradores desse tipo de imóvel?

É importante ressaltar que morar em imóveis compactados não é para qualquer um. Isso porque não é todo mundo que consegue “desapegar” das coisas e viver só com o essencial, além de não ser possível viver com mais de 2 pessoas nessas unidades (ou seja, para quem deseja ter filhos, essa não é a melhor opção).

Assim, existem algumas pessoas que levam um estilo de vida que se “encaixa” melhor nos imóveis compactos. São elas:

  • jovens que recém-saíram da casa dos pais e querem ter a sensação de “liberdade” e independência;
  • estudantes universitários, geralmente de cursos integrais, como medicina, engenharia etc;
  • executivos sem família, do tipo “workaholic”;
  • pessoas que precisam mudar constantemente de cidade e preferem alugar, ou comprar imóveis pequenos apartamentos em vez de ficarem em hotéis;
  • casais jovens que alugam os imóveis compactos enquanto trabalham muito para terem dinheiro e investirem em um imóvel próprio;
  • investidores de imóveis que encontram nas unidades compactas ótimas oportunidades de ampliar seu patrimônio e de obter renda com imóveis.

Como visto, os imóveis compactos são uma tendência que veio para ficar e propiciam um novo jeito de levar a vida nas grandes metrópoles, oferecendo aos moradores design tecnológico e muita comodidade nos condomínios.

Como encontrar o imóvel compacto ideal?

Para concluirmos, vale destacar que contar com o auxílio de uma imobiliária de confiança e com boa reputação no mercado pode ser a melhor maneira de encontrar imóveis compactos que atendam ao seu perfil e às suas necessidades de moradia.

A quadraimob, além de ter mais de três décadas de experiência atuando no mercado imobiliário e uma equipe com quase 200 corretores especializados, conta também com um vasto repertório de oportunidades devido às suas parcerias com mais de 20 construtoras de imóveis. Dessa forma, você terá muito mais facilidade para encontrar imóveis compactos com características que atendam às suas preferências.

Gostou do artigo? Se ficou alguma dúvida ou quer encontrar um imóvel com essas características, não hesite em entrar em contato conosco! Teremos o maior prazer em atendê-lo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário